O que são critérios ESG e qual sua importância?

O que são critérios ESG e qual sua importância?

Você já ouviu falar em ESG? Sabe qual a sua importância para o desenvolvimento de uma empresa?

 

Os dias atuais exigem posicionamentos concretos das empresas. A preocupação com ações sustentáveis, boas práticas sociais e de governança estão diretamente ligadas à imagem que as organizações passam para seus investidores e para o seu público, que, por sua vez, está cada vez mais atento em como as empresas que ele consome estão engajadas em fazer do mundo um lugar melhor.

 

Nesse aspecto o conceito ESG pode funcionar como um atestado de qualidade de uma empresa, já que ele traz mais transparência para os seus investidores acerca das políticas ambientais, sociais e de governança que a organização está adotando.

 

Saiba mais sobre o que é ESG e qual a sua importância no artigo que preparamos para você!

 

O que é ESG e qual a sua importância?

 

O mundo empresarial está cada vez mais competitivo. E para que uma empresa se mantenha ativa, mesmo em momentos de crise, o mercado e o comportamento do público exigem que algumas posturas sejam adotadas.

 

No mundo todo, o conceito de ESG vem ganhando cada vez mais importância para a imagem de uma companhia e, aos poucos, está deixando de ser um diferencial, se tornando um princípio básico para o crescimento do interesse dos investidores e do público final que consome seus produtos ou serviços.

 

Mas o que seria ESG e por que ele é tão importante para o bom desenvolvimento de uma empresa?

 

O que é o ESG?

 

ESG é uma sigla utilizada no universo dos negócios que mede o índice de sustentabilidade e impacto social de uma empresa. Essas três letras significam Ambiental, Social e Governança —  do inglês Environmental, Social and Governance —  e estão sendo apontadas como tendência nos últimos anos, pois trazem mais competitividade para as empresas e um melhor alinhamento com o seu público.

 

Diante disso, o ESG atua como um selo de qualidade de uma organização, pois, por meio da análise ambiental, social e de governança, é possível determinar como a empresa se posiciona em relação à sociedade e ao planeta, além de oferecer mais transparência ao investidor.

 

Por que o ESG é tão importante?

 

Uma pesquisa realizada pela Global Network of Directors Institutes constatou que, diante dos reflexos da pandemia do novo coronavírus, o conceito ESG se destacou em primeiro lugar entre as questões de maior impacto social e sustentável nas empresas, seguido de reposicionamento dos negócios e maior competição por talentos.

 

No estudo, 85% dos participantes responderam que acreditam num maior foco em questões ESG, de sustentabilidade e de geração de valor para as partes interessadas.

 

Dentre os principais benefícios da adoção do ESG estão:

 

  • Aumento do valor real da companhia;
  • Melhora na imagem institucional das empresas;
  • Transparência e confiança aos investidores;
  • Prioridade de mercado;
  • Alinhamento com os interesses dos consumidores.

 

O que é “ambiental, social e governança” para as empresas?

 

Esses são os três pilares do ESG, determinados para analisar o posicionamento da organização em cada um desses assuntos. Esmiuçando melhor o tema, vamos observar esses três pontos individualmente.

 

Práticas Ambientais

 

Quando se fala em práticas ambientais, devemos analisar pontos como:

 

  • Como é feito o descarte dos resíduos do processo industrial;
  • Como os recursos naturais são utilizados;
  • Quais são e como é a emissão de gases na atmosfera;
  • Como a água é utilizada;
  • Que tipo de energia é usada;
  • Entre outros.

 

Práticas Sociais

 

Por sua vez, as práticas sociais levam em conta:

 

  • Como são suas políticas de trabalho;
  • Como a empresa se relaciona com a comunidade em que se encontra;
  • Como é o relacionamento com os colaboradores e qual o grau de comprometimento deles com o propósito da  empresa;
  • Como a organização trata os direitos humanos e a legislação trabalhista;
  • Como é o relacionamento e o atendimento com os clientes;
  • Entre outros.

 

Práticas de Governança

 

Já as práticas de governança levam em consideração:

 

  • Como o conselho administrativo é composto e qual seu nível de independência;
  • Como os executivos são remunerados;
  • Como o grupo que faz auditorias é formado;
  • Como é a transparência na divulgação de dados;
  • Que tipo de relacionamento a empresa tem com governos e políticos;
  • Entre outros.

 

Considere esta ideia para a sua empresa!

 

Investir na adoção do ESG é investir no futuro! Não deixe essa ação para depois, pois o mercado está cada vez mais ligado no comportamento das empresas, e a sua não está de fora.

 

O Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade do ISAE Brasil possui o foco e a experiência em ESG, pois queremos preparar os futuros profissionais a irem muito mais longe, focando em práticas de governança, sempre tendo em foco a perspectiva da sustentabilidade.

 

Para saber mais sobre nosso programa, clique aqui!

Mail

Faça parte da nossa rede e receba,
em primeira mão, as notícias de cursos,
descontos e eventos que acontecerão no ISAE!

Skip to content